{front | Fabi}

Desde 2017 tenho acompanhado mais de perto a movimentação da comunidade de TI, mais especificamente de front-end. Introvertida que sou, achava a possibilidade de interagir com pessoas que nunca vi e catar informações soltas das palestras extremamente cansativo.

GIF animado: um gato branco entediado, com a legenda "WHATEVER" passando

Sem contar o fato de que eu achar que sabia tão pouco, que nada teria pra acrescentar em eventos e comunidades. Só que atentei pra uma coisa importante: enquanto eu já estava na estrada há algum tempo, mesmo que desatualizada, sem dominar a suprema arte dos 298342789 frameworks JavaScript (e contando…), tinha gente iniciando, sem a menor noção do que estudar primeiro, da diferença de um front pra um back-end, o que era HTML, qual a importância da lógica…

Percebi que já havia passado por isso! Eis aí uma chance de aprimorar e acrescentar a tudo o que eu ainda não tinha.

Passei a me sentir útil e mais motivada a estudar cada vez mais, enquanto compartilhava o pouco que sabia, e sempre havia alguém pra me pedir uma dica para seguir adiante e eu dizia e digo sempre: passe pra frente!

Esta é a melhor forma de aprender e se desenvolver como pessoa e profissional. Mesmo que você não domine aquele assunto, ao compartilhar com alguém, pode encontrar a resposta pra algo que ainda não tinha pensado.

Estamos em uma área que evolui constantemente. Se você estiver iniciando, deve estar ciente de que o ninja de 10 anos atrás que não se atualizou, hoje já virou aprendiz de novo. É normal ter dúvidas e até se sentir um pouco desmotivado e quando isso acontecer, apóie-se nas comunidades! Sempre haverá pelo menos uma pessoa que vai te encorajar e te ajudar a seguir.

Ninguém tem caminhos de vida idênticos! Aquela pessoa que você admira na comunidade e que parecia intocável também já foi iniciante, cheia de dúvidas e desânimo. Hoje está ali, a alguns cliques de distância.

Aprendi nessa caminhada que interagir não arranca pedaço e vc sempre leva um pouco de cada experiência que adquire. E tbm deixa um pouco de você.

Algo que hoje pra mim parece bobo e informação descartável, pode ser o motivo de alguém, em algum lugar no mundo, estar achando que vai perder o emprego ou ser mal visto por não saber.

E as pessoas só vão poder te ajudar se você falar sobre o assunto. Não se sinta menor e nem inferior a ninguém por perguntar. E se, por acaso, você não deu muita sorte com a primeira tentativa, não desanime e nem se desmotive. Afinal, não temos o domínio sobre a disponibilidade das pessoas. E tá tudo bem!